Nem sempre as pessoas têm a certeza de quando procurar um Psicólogo Clínico.

 

Então essa pode acabar por ser uma decisão difícil de tomar.

De um modo geral poderá ser motivo para procurar um psicólogo clínico o facto de sentir dor emocional, sofrimento ou quando se confronta com qualquer obstáculo interno.

 

De um modo mais específico, poderá ser motivo para procurar um psicólogo clínico:

 

– Sofrer de ansiedade, fobias, pesadelos recorrentes, ataques de choro, complexo de inferioridade, depressão, desespero, utilizar comportamentos compensatórios como a comida, o sexo, o jogo, etc,
No fundo, de vez em quando podem experimentar-se estas situações, mas quando começam a provocar grande perturbação, aumentam de intensidade ou de frequência e têm implicações em outras áreas da sua vida, deverá ponderar procurar ajuda profissional;

– Sempre que passa por uma fase negativa ou percebe dificuldades em lidar com experiências do passado, tais como um acidente, um ataque, a perda de alguém próximo, ou experiências mais comuns como uma separação ou um divórcio, uma rejeição, uma falha ou um despedimento ou uma depressão pós-parto;

– Quando sente uma paralisação como se estivesse encurralado, sem se sentir com capacidade para avançar ou promover uma mudança, dificuldades nas relações interpessoais, na progressão na carreira ou sentimentos de vazio e perda de objectivos de vida, medo de falar em público, padrões repetidos de más decisões ou indecisões.

 

Um processo psicoterapêutico é sempre um processo de cura, de crescimento.

 

Um processo de mudança. Para melhor!

 

 

 

 

Por Suzana Guedes – Psicóloga @ WeCareOn