A L´Oréal Paris desafiou as mulheres portuguesas a amarem-se na sua pele e lançou “Ama a tua Pele”, um movimento de consciencialização sobre a pele e autoestima. Entre os vários parceiros que se associaram a este movimento estão a Maria Capaz e a WeCareOn. Quisemos conhecer a história de Paula Ribeiro, a fundadora desta plataforma Web que permite marcar e fazer consultas online com psicólogos e coaches.

Como fundadora, qual é a história que deu origem ao nascimento deste projeto?

No início de 2013, tinha acabado de sair de um projecto profissional e na altura comecei a equacionar o que queria fazer realmente com a minha carreira, pois sentia que não era no mundo da consultoria tecnológica que iria encontrar novos desafios, pois precisava de novos conhecimentos.

Comecei por procurar dentro de mim o que realmente me motivava e sabia que desta vez eu queria criar um projecto novo, um projecto meu, que envolvesse pessoas e usasse as tecnologias.

Fui-me apercebendo que algumas pessoas que me rodeavam, tipicamente não cuidavam do seu bem-estar mental e emocional, criando máscaras para as diferentes facetas da vida. Vi ainda que tudo isto levava a que as pessoas, num momento ou outro da vida chegassem a situações de doença, fuga ou explosão, entre outras. Tinha também, na altura, um familiar com uma depressão e quis arranjar uma solução para alguém que vive no centro do país e não tem acesso fácil a serviços de psicologia. Procurei mais informações sobre esta área e percebi que em Portugal os números da saúde mental e bem estar emocional são preocupantes. Decidi fazer algo!

Comecei por participar num programa de aceleração de ideias, o Beta-I para validar a minha ideia, o mercado, a concorrência e se fazia sentido passar da ideia para a prática e começar a encontrar os primeiros clientes.

Depois lancei a versão beta da wecareon.com com alguns profissionais que acreditaram na ideia e foi começar a testar, saber quem eram os clientes, que canais usavam, que preços queriam para o serviço e tudo começou a acontecer, pouco a pouco. É sempre interessante ver o quanto já fizemos mesmo que às vezes pareça tão pouco.

Ler entrevista na íntegra: #Maria Capaz entrevista a Paula Ribeiro