Procurar Ajuda Psicológica? Eu não Preciso!

 

 

Procurar ajuda profissional? Eu não preciso, sei bem o que se passa comigo!

Não é uma afirmação desconhecida para mim. Frequentemente ouço esta expressão.

 

É sem dúvida mais fácil perceber a lógica de quem procura ajuda especializada, porque sente ou sabe que algo não está bem na sua vida ou em si mesmo, sem saber ao certo o que se passa. Contudo, mais difícil de entender, será quando alguém procura apoio e sabe com claridade o foco daquilo que vai mal ou que quer melhorar.

E então, surge a questão, se as pessoas sabem o que se passa com elas, porque precisam elas de alguém que lhes diga aquilo que elas já sabem?

E a resposta é muito clara. O foco da ajuda especializada não é apenas o diagnóstico, mas sim o conhecimento!

 

Recordo-me de ouvir, desde a minha infância, a seguinte frase: nós somos os melhores médicos de nós mesmos! E de facto esta afirmação é muito poderosa e sábia.

Se todos olharmos com mais atenção, para o nosso corpo, para as nossas emoções e para a nossa vivência, com certeza, todos iremos encontrar algo que podemos mudar para termos vidas com mais propósito humano, corpos mais saudáveis, emoções mais equilibradas e comportamentos mais assertivos.

E este olhar atento pode e deve ser uma filosofia de vida! Não é por acaso, que o trabalho de filósofos, psicólogos, coaches, hipnoterapeutas, médicos tradicionais, técnicos de medicinas alternativas, entre outros, focam a sua intervenção na descoberta do potencial humano mas também na transmissão de conhecimento para que as pessoas encontrem com mais facilidade um maior autoconhecimento e consciência sobre Si próprias e sobre os outros.

 

Para nós profissionais de saúde, saúde mental e facilitadores de potencial humano, esta questão, não se coloca! Compreendemos mas sabemos por experiência, o quanto as pessoas, mesmo aquelas que se conhecem bem, podem beneficiar de alguém que em equipa trabalhe momentaneamente e as potencie mais.

As pessoas procuram-nos, muitas vezes porque estão com pensamentos e vidas muito desorganizadas, problemáticas ou com relações muito tóxicas, que as impedem de olhar de forma atenta para Si e para os outros. Mas, muitas outras vezes, procuram-nos, porque sabem o que se passa de mal na vida delas. E querem mudar! Querem perceber melhor a sua realidade! Querem perceber se as suas hipóteses são as mais corretas, ou se na sua percepção da realidade estão a ver todas as faces da mesma moeda.

Acrescento ainda. As pessoas querem ter um espaço seguro, confidencial, ético e de tempo exclusivo para elas. Querem alguém com conhecimentos técnicos, científicos que seja empático, profissional, que não julgue ou faça críticas e esteja dedicado a elas nesse momento. Que junto a ela e em parceria, descubram o máximo potencial, melhorem a visão da realidade, clarifiquem ideias, acionem estratégias personalizadas que visem uma vida plena de felicidade, saúde, realização e amor.

Por tudo isto, para nós, apesar de compreendermos a questão inicial, não temos dúvidas. Para nós e para todas as pessoas que em algum momento, escolheram acionar um serviço de apoio humano profissional. Quando as pessoas, encontram o profissional adequado para Si, quando a relação é empática, profissional e construtiva, as dúvidas dissipam-se. Fica apenas o agradecimento de uma equipa de sucesso e felicidade.

E como dizia o meu mestre em hipnose (Dr. Alberto Lopes – presidente da Associação Portuguesa de Hipnose Clínica e Hipnoanálise), quando as coisas estão mal, talvez seja esse o momento ideal, para fechar os olhos de fora e abrir os de dentro, de dentro de Si, do seu interior.

 

E você, quando vai olhar de forma efetiva para dentro de Si?

Até breve.

 

 

Liliana Silva – Psicóloga e Coach na WeCareOn.