Quando duas pessoas se amam, o mais natural é quererem estar juntas. “Together Forever” é aquela expressão que na adolescência usávamos para dizer que queremos ficar juntos para sempre. É aquela expressão que no fundo quer dizer que, aconteça o que acontecer, a nossa relação irá perdurar no tempo.

Acontece que, entretanto, os anos passam e a nossa perspetiva muda. Aquela idealização do que é um relacionamento altera-se. Aprendemos com a vida, com os seus altos e baixos que nem todos os relacionamentos têm um “final feliz”!

Quando amamos alguém queremos que aquela relação dure por muitos e longos anos. Queremos, quem sabe, envelhecer juntos! Olhamos à nossa volta e percebemos que algumas pessoas se encontram nesse caminho e outras não. Aliás, cada vez mais, a larga maioria dos casais acaba por, mais cedo ou mais tarde, separar-se. A taxa de divórcios em Portugal ronda os 70%. Porque será?

Enquanto mediadora familiar e coach de casais, ao trabalhar as questões dos relacionamentos, tenho-me deparado com várias histórias. Muitos casos de certa forma tristes, outros inspiradores, mas em todos eles o Amor é o tema de fundo. A questão é que, associado ao amor, vem sempre o Medo, as expectativas frustradas, as dificuldades de compreensão e a incapacidade de aceitação.

“As pessoas perto de nós raramente se comportam como nós queremos, mas muitas vezes como nós receamos.” (In O segredo do Amor, Ruediger Schache)

Os relacionamentos de longa duração são para muitos um mistério, um desafio e algo quase inexplicável. Talvez tenha a ver com a dificuldade de nos conhecermos a nós próprios. Talvez tenha a ver com a nossa tendência para projetar no outro, muitas das nossas próprias inseguranças e receios. Talvez tenha a ver com a nossa própria dificuldade de aceitar as mudanças e as responsabilidades que vêm quando assumimos o compromisso de ficar “Together Forever”, quando começamos a envelhecer juntos, com tudo o que isso significa para cada um.

Se por um instante pararmos e refletirmos sobre o estado dos nossos relacionamentos, talvez possamos descobrir que o relacionamento com o outro é sobretudo um espelho que está lá para nos servir e ajudar a compreender algo sobre nós próprios. Em última análise a pergunta chave é sempre “Quem sou eu?… Quem sou eu neste relacionamento?…

 

Mas, qual é então o segredo para os relacionamentos de longa duração?

Porque é que algumas pessoas conseguem manter relacionamentos de longa duração e outras não?

Penso que o segredo está em cada um se questionar sobre o que é que realmente deseja! O que é que realmente valoriza? Quais as emoções que efetivamente quer sentir naquele relacionamento?

Cada pessoa deve trabalhar em si próprio aquilo que deseja materializar na sua vida. Ao questionar-se sobre de que forma está a contribuir para a realização dos seus sonhos, a pessoa está a caminhar no sentido da sua própria auto-descoberta e consequentemente a sua auto-aceitação. Quando aprendemos o valor do verdadeiro Amor e da Aceitação, a visão fica mais clara (Vipassana) e o medo dissipa-se, dando espaço ao Amor.

Tem mais questões sobre Relacionamentos? 

Envie as suas duvidas na minha página     Katian Caria

 

Katian Caria – Coach @ WeCareOn