12 estratégias para dizer não

12 estratégias para dizer não

Este artigo pretende apresentar 12 estrat√©gias para dizer n√£o, simples e f√°ceis de aplicar no seu dia-a-dia, cujo √ļnico objetivo √© ajud√°-lo(a) a dizer ‚Äún√£o‚ÄĚ. Pode at√© parecer rid√≠culo escrevermos um artigo sobre este tema, mas se pensar na quantidade de vezes que quis recusar algo e se sentiu ‚Äúobrigado(a)‚ÄĚ a fazer o contr√°rio, talvez, […]

Relacionamentos Tóxicos

Relacionamentos Tóxicos: O que são e como acabar com eles (sem culpas)?

Consideremos esta curiosa frase, do autor Mark Twain: ‚ÄúMantenha-se afastado de pessoas que tentam desapreciar as suas ambi√ß√Ķes. As pessoas pequenas fazem sempre isso, mas as realmente grandes fazem-no sentir que voc√™, tamb√©m, se pode tornar grande.‚ÄĚ   A partir deste ponto, quantas pessoas ‚Äď as quais voc√™ deixa fazerem parte da sua vida ‚Äď […]

Abordagens Psicológicas

Abordagens Psicológicas

Este artigo pretende apresentar algumas das Abordagens Psicol√≥gicas e especializa√ß√Ķes que os psic√≥logos podem ter e como cada uma poder√° ajud√°-lo(a).   Abordagens Psicol√≥gicas   Come√ßamos por definir o modelo Cognitivo-Comportamental   O que significa quando um psic√≥logo diz: ‚ÄúTrabalho com uma abordagem cognitivo-comportamental‚ÄĚ?   Esta abordagem assenta na conce√ß√£o de que a forma como […]

workaholic

O Trabalho n√£o par√°

O workaholic √© uma pessoa que √© viciada no trabalho, um trabalhador compulsivo, trabalha arduamente durante muitas horas, mas nem sempre gosta do que faz. Os workaholics trabalham uma m√©dia de 12 horas di√°rias/45 horas por semana e levam trabalho para casa. S√£o aquelas pessoas, que vivem para o trabalho, nas horas das refei√ß√Ķes, nas […]

Cyberbullying na Inf√Ęncia e Adolesc√™ncia

Cyberbullying na Inf√Ęncia e Adolesc√™ncia

Nos dias que correm estamos rodeados de tecnologia, de tal modo que, para a grande maioria, √© impens√°vel viver sem o telem√≥vel, Wi-fi, computadores ou todas aquelas maravilhosas aplica√ß√Ķes que tanto divertem e ajudam a ocupar as ‚Äúhoras mortas‚ÄĚ.   Por√©m, e apesar do tremendo potencial construtivo deste avan√ßo tecnol√≥gico, h√° quem tenha visto todo […]

Adolescência

Adolesc√™ncia Pac√≠fica ‚Äď Utopia ou Realidade?

A investiga√ß√£o mostra que a adolesc√™ncia √© vivida pela maioria dos/as jovens sem crises ou turbul√™ncia grave. Neste artigo procuramos demonstrar como os momentos de rebeldia e de contesta√ß√£o podem ser entendidos como tentativas de crescimento emocional em busca de autonomia e da identidade.   O que se espera de um/a jovem no final da […]