O tema sonhos é um tema que desde sempre despertou curiosidade na humanidade. O que acontece quando sonhamos? O que significam os sonhos, o que me querem dizer, o que fazer com isso?

O que é exatamente sonhar?

Vamos procurar responder a algumas dessas questões.

Sonhar significa no dicionário, uma reunião de ideias, imagens, pensamentos que vêm à nossa mente durante o sono. Podemos dizer que o sonho é um complexo conjunto de imagens, sensações e sentimentos que acontecem durante o sono, na maioria das vezes sem consciência de que isso está a acontecer.

A maior parte dos sonhos acontece na fase de sono REM (Rapid Eye Movement), mais presente na segunda metade do sono.

O nosso sono pode se dividir em 4 fases:

Sono NREM – Estágio 1 – Neste estágio há uma transição entre estar acordado e a dormir, é o estágio mais leve do sono NREM.

Sono NREM – Estágio 2 – As ondas cerebrais desaceleram, a temperatura do corpo diminui e a frequência cardíaca também.

Sono Profundo – Estágio 3 – Este estágio é conhecido como sono NREM profundo, é o estágio mais reparador e consiste em ondas delta (lentas).

Sono REM – O sono REM ou movimento rápido dos olhos, é a última fase de um ciclo de sono e as ondas cerebrais são mais ativas.

Ainda que seja possível sonhar noutros estágios do sono, os sonhos mais vívidos ocorrem no sono REM. É possível sonhar mais do que uma vez numa noite, podendo sonhar 4, 5, 6 vezes e é habitualmente nesta fase do sono que mais facilmente nos lembramos dos nossos sonhos.

E qual a importância dos sonhos?

O psiquiatra americano Carl Gustav Jung baseado nas suas próprias experiências e também dos seus pacientes, revelou que os sonhos são mais do que a expressão de desejos ocultos, sendo uma ferramenta que pode ajudar a pessoa que sonha a mudar certas atitudes e comportamentos quando se recorda daquilo que sonhou e observa se teve que enfrentar alguma energia mais adversa e como o fez por exemplo. Também podem representar uma forma de equilíbrio, em que os arquétipos interagem procurando levar ao consciente conteúdos do inconsciente.

Segundo Freud, os sonhos são cargas emocionais armazenadas no inconsciente (imagens e sons) sendo como que uma fotografia do inconsciente naquele momento. Para o autor, se estes forem estudados e analisados, é possível compreender as emoções que geraram aquela imagem/som, que Freud denominou de símbolos.

“Os sonhos são a estrada real para a mente”.

Para alguns neurocientistas, o sonho é apenas a projeção de imagens sem sentido que tem como função a reorganização da mente, para outros é material informativo que nos pode dar pistas acerca de nós mesmos e do nosso processo, emocional, físico, mental e emocional.

E os sonhos lúcidos o que são?

O sonho lúcido é um termo criado por Frederik Willems Van no início do séc. XX, que significa que a pessoa que sonha consegue ter uma perceção consciente que está a sonhar. Isto pode fazer com que a pessoa em questão tenha controle sobre as suas ações ou mesmo a sequência do sonho. As pessoas que treinam intencionalmente esta possibilidade são chamadas de onironautas, ou seja exploradores de sonhos. Para alguns que o fazem isto pode ter ajudado a mudar formas de estar e de viver para melhor, trazendo algum tipo de insight ou muança de crenças. Este tema, é claro, muito atraente e por isso também estudado.

O que fazer para te recordares dos sonhos?

Quando o despertador tocar, ficar 5m para ver se vem alguma memória.
Escrever num caderno dos sonhos tudo aquilo que nos lembramos:
– Se era a cores ou preto e branco; quem estava no sonho, o que estava a acontecer, qual a sensação ao recordar o sonho, que ligação faço ao que se passa na minha vida atualmente.

 

Referências:
https://www.dicio.com.br/sonho/
https://www.vigilantesdosono.com/artigo/fases-do-sono/
FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos. Rio de Janeiro: Imago, 1999

 

Se precisas de ajuda, estamos aqui para ti!

 

Estamos aqui para ti

Cátia Raposo– Psicóloga na WeCareOn