WeCareOnWeCareOn

Fabio Monteiro Silva

psiquiatria
Portugal
Porto

Iniciar sessão

Registar nova conta

Os seus dados pessoais serão utilizados para melhorar a sua experiência por todo o site, para gerir o acesso à sua conta e para os propósitos descritos na nossa política de privacidade.

Sobre Fabio Monteiro Silva

O meu nome é Fábio Monteiro Silva, sou médico em especialização em Psiquiatria e Saúde Mental.

Enquanto médico na área da saúde mental, interesso-me pelos problemas de depressão e ansiedade, adições e problemas psicoemocionais que se situam na fronteira entre o corpo e a mente. Acreditando que existem vários caminhos para chegar a um mesmo ponto, valorizo as preferências que cada cliente possa ter no seu percurso de cura, o qual é fundamentalmente
único.

Assim, procuro conciliar diferentes modalidades de tratamento – que podem incluir tratamentos farmacológicos, quando necessários, ou não farmacológicos (psicoterapia, modificações no estilo de vida, estratégias nutricionais, mindfulness e outros).

Enquanto terapeuta interpessoal, valorizo a forma como a qualidade dos vínculos estabelecidos nas relações humanas contribuem, ou prejudicam, o bem-estar psicoemocional. A Terapia Interpessoal é uma forma de intervenção com eficácia reconhecida em consensos internacionais no tratamento de problemas depressivos relacionados com diversos eventos de
vida desafiantes, como sejam os lutos, problemas relacionais atuais e momentos de transição (desemprego, mudança de emprego, nascimento de um filho, alterações no estado de saúde, outros). Estes momentos de crise, sinalizados por sintomas como tristeza, desesperança, cansaço ou outros, são vistos como uma janela de oportunidade para a pessoa se repensar a si,
à sua vida e aos valores que a regem, assim como para melhorar as relações que estabelece com os outros.

Alinhando-me ainda com os valores da psicologia humanista-existencialista, o meu pressuposto básico é a confiança de que cada pessoa tem em si a capacidade de se curar a si mesma, necessitando, para isso, de se alinhar com a sua tendência instintiva ao autodesenvolvimento e autotranscendência. Cabe ao psiquiatria, ao psicólogo e ao psicoterapeuta ajudar a pessoa nesse percurso, sem se substituir a ela.

“The curious paradox is that when I accept myself just as I am, then I can change.”

Carl Rogers

Formação profissional mais relevante:
– Mestrado em Medicina pela Universidade do Minho
– Especialização em Psiquiatria pelo Hospital de Magalhães Lemos (actual)
– Terapeuta certificado em Terapia Interpessoal
– Pós-graduação em Terapias Cognitivo-Comportamentais
– Pós-graduação em Comunicação Clínica pela Universidade do Porto
– Curso Master Psychopharmacology Program pelo Neuroscience Education Institute

 

Outras atividades de interesse profissional:
– Vice presidente da Associação Portuguesa de Internos de Psiquiatria no biénio 2017-2018
– Elemento de comissões organizadoras de eventos formativos nas áreas da Psiquiatria e
Psicoterapia
– Atividade docente nas áreas de Comunicação Clínica e Psiquiatria

 

Nº ordem médicos: 55737

Preço