Hoje há mais Pais com Pê grande, que participam mais e com mais qualidade.

 

Ou porque em pequenos também tiveram Pais com Pê grande ou porque tiveram pais com pê pequeno e esforçam-se por ter um P maior. Pais com Pê grande têm maior probabilidade de criar filhos que serão futuramente pais mais preocupados no desempenho de um papel ativo na educação e na socialização dos seus filhos.

 

Pode começar a ser Pai com Pê grande ainda durante o período da gravidez, através da mudança de comportamentos em relação à grávida e ao bebé, bem como pela partilha de preocupações e de sentimentos relativamente a esta nova etapa nas suas vidas.

Ser Pai com Pê grande desde as primeiras horas permite acima de tudo conhecer melhor o seu filho, as suas características e, não menos importante, as suas necessidades.

Para ser um Pai com Pê grande pode começar por transmitir afeto, carinho e segurança ao seu filho, certificando-se de que ele sabe que é importante para si.

Será um Pai com Pê grande se perguntar ao seu filho como foi o seu dia e se mostrar interesse verdadeiro pelas suas rotinas.

Será um Pai com Pê grande se impuser limites e disser “não” de forma firme, transmitindo-lhe também os valores e crenças que defende através dos seus próprios atos.

Será um Pai com Pê grande se explicar de forma clara onde o seu filho errou e porque deve alterar o seu comportamento, assim como se reforçar positivamente cada conquista do seu filho e cada atitude correta.

Será um Pai com Pê grande se nunca disser que não gosta do seu filho nem ameaçá-lo de que deixará de o fazer.

Será um Pai com Pê grande se fomentar os hábitos, rotinas e tradições, contudo, sem cair em hábitos demasiado rígidos ou obsessivos.

Será um Pai com Pê grande se estiver em sintonia com o seu cônjuge, porque ser Pai com Pê grande traz mais satisfação à relação conjugal e casais felizes são pais felizes que criam filhos felizes.

 

Por último, será um Pai com Pê grande se admitir os seus erros e pedir desculpa, porque ser um Pai com Pê grande é não ser perfeito e reconhecer as suas próprias imperfeições.

 

A todos os Pais com P e com p, um feliz Dia do PAI!

 

 

Por Cristina Reis – Psicóloga @ WeCareOn