A rentrée pós-férias foi há relativamente pouco tempo. Para a maioria de nós foi no mês de Setembro mas, ainda assim, já se começa a ouvir que “o pessoal precisava era de férias outra vez”. Também para a grande maioria de nós, hão-de faltar ainda uns largos meses para estarmos novamente em período de férias. O stress no trabalho pode ter várias consequências.

 

Por isso mesmo, há que tornar este período de trabalho o mais leve possível. Ou até, se possível, agradável.

Como?

Diminuindo o stress.

 

De que forma?

Tendo sob controlo o que estiver ao seu alcance.

 

As palavras-chave?

Organização e equilíbrio.

 

Como controlar o stress no trabalho?

 

Ponha em prática técnicas de organização

Um dos bons hábitos de organização começa pela definição das tarefas a realizar a curto, médio e a longo prazo. Concentre-se nos seus objetivos anuais e subdivida-os em objetivos mensais e semanais. E, posteriormente, converta-os em tarefas diárias.

 

Nestas checklists de tarefas diárias, tente acrescentar as tarefas mais rotineiras que lhe vão consumir tempo. De forma a contabilizar de forma realista o tempo que irá despender em cada uma delas. Quando se fala em ser realista, tratar-se de evitar ser demasiado ambicioso no número de tarefas a que se propõe. Evitando assim a frustração de nunca conseguir atingir os objetivos do dia/semana/mês. Dando algum tempo de margem e de flexibilidade para os imprevistos que possam surgir nesse dia ou para algumas tarefas que possam demorar um pouco mais de tempo.

 

Comece pelas tarefas mais fáceis, pois assim estará a aumentar a sua motivação!

Já que ao ver uma série de tarefas realizadas terá mais energia para se dedicar às tarefas mais exigentes.

 

Se tiver um horário convencional de trabalho que lhe permita fazê-lo, tente concentrar os momentos mais exigentes de trabalho entre a 3ª e a 5ª feira. Ou, de outra forma, evite iniciar a 2ª feira de forma sobrecarregada. Se não tem um horário convencional de trabalho, de 2ªf a 6ªf, considere o primeiro dia de trabalho após o seu descanso semanal. Seja qual for o dia da semana. Está descrito que a produtividade laboral é maior entre a 3ª feira e a 5ª feira e não será por acaso. Deste modo, consegue assegurar uma transição mais suave entre o período de descanso e o período laboral e gerir melhor o seu stress no trabalho. Esta estratégia é também válida para o regresso das férias.

 

gestão de stress no trabalho

 

Ainda sobre a 2ª feira (ou o seu dia de regresso ao trabalho após o descanso semanal), no Domingo (ou dia equivalente) reserve nem que seja apenas 5 minutos do seu dia para rever a sua agenda da semana e, sobretudo, a sua 2ª feira. Assim evitará surpresas indesejáveis caso tenha alguma reunião fora da rotina noutro local ou tenha que entrar mais cedo ou mais tarde por algum motivo. Para além disto, estará melhor preparado para enfrentar o regresso ao trabalho com uma maior sensação de controlo. Esta dica poderá fazer uma enorme diferença no modo como inicia a sua semana de trabalho.

 

No final do dia, tente deixar sempre a sua secretária ou espaço de trabalho arrumados para que não comece o dia seguinte em plena desorganização. E, mais importante ainda, é neste momento do dia que deve rever as suas tarefas realizadas e as que ficaram por fazer para depois elaborar a lista das tarefas para o dia seguinte. Incluindo as tarefas que transitaram por terem sido concluídas. Assim, no momento em que chegar à sua secretária ou ao seu local de trabalho, saberá exatamente onde ficou no dia anterior e o que tem para fazer naquele dia.

 

Aprenda a dizer NÃO

Não adianta ter uma excelente organização e aceitar tudo o que lhe é proposto sem qualquer ponderação sobre o que é ou não realista nos prazos indicados.

 

Saber dizer que não é também uma forma de organização. Já que estará a garantir que o seu trabalho será de melhor qualidade se respeitar os tempos necessários para cada tarefa.

 

Para além disto, ao dizer não sempre que necessário, estará a proteger também o seu bem-estar pessoal. Essencial para estar bem profissionalmente.

 

Ao dizer não, tente também focar-se nas soluções e não no problema, apresentando assim alternativas à sua chefia.

 

Bom relacionamento interpessoal

O mundo profissional pode colocar-nos em contacto com pessoas bastantes interessantes e que poderemos admirar pelas suas qualidades. Manter um bom relacionamento com os colegas e chefias é um fator que pode aliviar bastante o seu stress laboral. Seja assertivo e mantenha um ambiente de trabalho baseado no respeito e na cooperação.

 

Invista no equilíbrio

Vários inspiradores falam na fórmula mágica da felicidade, da qual falei também no último artigo sobre depressão. 8 horas de trabalho, 8 horas de socialização e 8 horas de sono. Sempre que lhe for possível, tente ter esta regra em mente e colocá-la em prática. Possivelmente, nem sempre o conseguirá fazer. Mas se tentar terá maior probabilidade de o conseguir nalguns dias, que será sempre melhor do que nenhum.

 

Dificilmente será um bom profissional se não tiver um bom escape ou não desligar de vez em quando o “modo trabalho”. Faça exercício físico! Sabe-se que é  eficaz no aumento de atenção e de concentração, para além ser um excelente mecanismo anti-stress.

 

Tenha regularmente atividades de descontração, investindo nas suas amizades e no seu tempo em família. Será certamente um colaborador mais satisfeito e positivo se tiver uma boa base recheada de muitos outros momentos vividos para além do trabalho.

 

O equilíbrio deve estar presente em tudo e no trabalho não deverá ser exceção. Afinal, também o trabalho nos poderá trazer muitas alegrias e satisfação ao longo da vida!

 

Cristina Reis – Psicóloga WeCareOn