O fim do ano está à porta e esta é uma boa altura para rever todos os objetivos do ano que acaba de passar e definir os novos objetivos que queremos alcançar no ano de 2018. Cuidar da sua saúde emocional deve ser uma prioridade e é por isso que lhe deixo 12 passos (porque não as 12 passas?) para alcançar a sua saúde emocional durante o ano de 2018.

 

12 Passos para a sua Saúde Emocional

 

  1. Resiliência

Consiste na capacidade de se reerguer perante situações difíceis ao ter consciência do que lhe aconteceu. No fundo, trata-se de enfrentar e de integrar esse acontecimento na sua história de vida, retirando uma aprendizagem. Ao praticar a resiliência estará a concentrar-se nos aspetos positivos daquilo que não pode controlar, utilizando os acontecimentos a favor dos seus objetivos.

 

  1. Perdão

Na maioria das vezes, é necessário perdoar para conseguir seguir em frente nas situações mais difíceis. Reconhecer que errar é humano e fará com que se torne mais tolerante ao erro dos outros. Bem como também em relação aos seus erros.

 

  1. Positivismo

Mesmo os momentos mais negativos envolvem algo positivo que deve ser visto como uma oportunidade de crescimento. Concentre-se na aprendizagem que poderá retirar destes momentos e desenvolva uma atitude positiva.

 

  1. Assertividade

Ser assertivo é a capacidade de expressar o que sente ou o que pensa sem magoar ou ferir outras pessoas. E será a chave para não se deixar afetar por pessoas tóxicas ou que frequentemente invadem os seus limites. Respeite-se e diga não sem culpa, estabelecendo limites.

 

  1. Sentido de Humor

Mesmo quando tudo parece mau, adote a estratégia de rir sobre o que lhe aconteceu, fomentando o seu sentido de humor. Não só estará a relativizar, saindo mais facilmente dessa situação, como também irá aumentar o seu bem-estar e até melhorar a sua saúde em geral. Ria-se de si próprio.

 

  1. Voluntariado

Sabe-se que as pessoas que fazem algum tipo de voluntariado apresentam menos sintomas de dor. E, por outro lado, apresentam também uma maior auto-estima e sensação de bem-estar, combatendo assim o stress e a depressão. Para alem disto, fazer voluntariado irá expandir o seu leque de relações sociais e de conhecimentos. Quer mais motivos para avançar?

 

  1. Criatividade

Saia da sua zona de conforto e experimente coisas novas. Saia da “caixa”. Ao desenvolver a sua criatividade estará a investir em novas soluções para os seus problemas e será mais fácil ver o mundo sob várias perspetivas.

 

  1. Socialização

Rodeie-se de pessoas que realmente contribuem para o seu bem-estar e para a sua felicidade. Sejam familiares, amigos ou colegas. Invista em hobbies ou em atividades que lhe dêem prazer, desfrutando mais da natureza e de animais, que também está provado serem benéficos para o bem-estar psicológico.

 

  1. Exercício físico

A prática de exercício físico está associada a saúde física e mental.  Desde que seja o seu desporto de eleição, todos eles trazem benefícios. Para além de melhorar o sono, a prática do exercício físico estimula a produção e libertação de endorfinas, substâncias que aumentam o bem-estar e diminuem o stress. Assim como a serotonina, a chamada “hormona da felicidade”, cuja inibição está comummente associada aos sintomas da depressão.

 

  1. Alimentação saudável

Uma alimentação saudável que incida sobre determinados alimentos específicos ricos em ómega 3 e vitaminas será fundamental no combate à depressão, já que também estimulam a produção de serotonina, a tal hormona que melhora o bem-estar e o humor.

 

  1. Sono de qualidade

O sono é um dos pilares mais importantes e fundamentais da nossa saúde física e psicológica e dormir 8 horas por dia deve ser uma prioridade. Se tiver dificuldades em dormir, trace um plano baseado nas várias estratégias disponíveis em vários meios de comunicação, criadas por especialistas desta área.

 

  1. Paixão pelo que faz

Liste os seus interesses e invista tempo em fazer coisas que realmente goste de fazer. Fazer aquilo que gostamos e gostar daquilo que fazemos vai tornar-nos mais felizes!

 

 

Feliz e saudável 2018!

 

Cristina Reis – Psicóloga WeCareOn